Dores no rosto e maxilar podem ser causados pelos dentes? | CEIPE Clínica de Odontologia

Dores no rosto e maxilar podem ser causados pelos dentes?

Dores no rosto e maxilar podem ser causados pelos dentes? | CEIPE Clínica de Odontologia

Dores no rosto e maxilar podem ser causados pelos dentes? A resposta para essa pergunta na maioria das vezes é sim. Por isso, se você tem dores no rosto e no maxilar é hora de procurar um dentista. O motivo é que muitas das causas desses desconfortos são de origem odontológica.

Neste artigo serão abordados os principais distúrbios articulares e musculares que envolvem o sistema mastigatório e seus tratamentos.

Problemas que podem causar dores no rosto e maxilar

Bruxismo

O movimento involuntário de apertar e ranger os dentes, conhecido como bruxismo provoca dor na musculatura ao abrir e fechar a boca, hipertrofia dos músculos, dores de cabeça constantes e até doenças periodontais. O bruxismo ocorre com maior frequência durante o sono e, na maioria das vezes, a causa do distúrbio é emocional.

A utilização de placas interoclusais é o mais indicado para tratamento do bruxismo e de outros distúrbios articulares e musculares que envolvem o sistema mastigatório.

Também conhecida como placa de mordida, é um acessório feito de acrílico e com o formato exato da sua arcada dentária. Sua função é aliviar os principais sintomas do problema, como dor e tensão na região da boca, mandíbula, cabeça e pescoço, além de evitar o desgaste dos dentes.

Abscessos dentários

Os sinais mais comuns de abscesso dentário são dor de dente, vermelhidão na área afetada, sensibilidade ao toque, presença de pus, dificuldade de abrir a boca ou mastigar, gânglios do pescoço inchados e dente escurecido. Há dois tipos de abscessos dentários: o periodontal e o periapical.

Abscesso periodontal

Ocorre quando uma infecção bacteriana se instala em alguma cavidade entre a gengiva e os ossos da face ou pescoço. Geralmente é tratado com uma raspagem subgengival da região infeccionada.

Em casos mais graves e não tratados, o abscesso periodontal pode evoluir para a osteomielite, uma infecção no osso causada pela bactéria que se encontra presente no abscesso dentário e que se espalha através da corrente sanguínea.

Abscesso periapical

É decorrente de um canal necrosado (morto). Um dente infeccionado que não recebe tratamento apropriado, por exemplo, pode formar um abscesso periapical. O tratamento de canal é o mais adequado nesses casos. Se o dente não puder ser salvo, deverá ser feita uma extração seguida de drenagem do dente.

Por isso, ao menor sinal do problema, marque imediatamente uma consulta com o dentista.

Transtornos de articulação temporomandibular (ATM)

Os transtornos da articulação temporomandibular ou ATM – que se localiza logo à frente dos ouvidos -, são o resultado de uma mordida muitas vezes desalinhada, quando o mecanismo de articulação que liga o maxilar superior e inferior não está funcionando corretamente.

A mordida inadequada pode causar um desgaste irregular dos dentes, dores musculares e dores de cabeça crônicas. É comum que as pessoas com esse tipo de problema apresentem também recessões gengivais, fraturas dentárias, entre outros prejuízos.

Por isso, usar aparelho ortodôntico pode ajudar a controlar muitos incômodos causados pela ATM.

Falta de dentes

A falta de dentes não é apenas uma questão estética. Nos casos em que a falta dos dentes não é corrigida, o paciente pode ter sérios problemas como modificação da mordida, perda da eficiência na mastigação, desconforto nas articulações da boca, entre outras complicações.

E um dos principais tipos de tratamentos odontológicos para devolver uma dentição completa e funcional é a implantodontia. Os implantes dentários substituem as próteses removíveis e dentaduras por dentes fixos, devolvendo a completa função da mastigação, evitando dores e desconforto.

Para cada caso de falta de dentes há uma indicação específica e deve ser acompanhado de um diagnóstico feito por um profissional capacitado.

Se você tem dores no rosto e no maxilar é bom procurar imediatamente um dentista. Fique atento, pois se esses problemas se agravarem podem chegar ao ponto de prejudicar gravemente a sua saúde.

 

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *